DO CAD AO DAD: A CONSTRUÇÃO DE UMA TERRITORIALIDADE ALICERÇADA NA PRÁTICA TEATRAL DENTRO DA UNIVERSIDADE

Juliana Wolkmer, Vera Lúcia Bertoni dos Santos

Resumo


RESUMO:

O trabalho propõe-se a refletir sobre aspectos da construção da territorialidade do Departamento de Arte Dramática (DAD) do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), enquanto espaço institucional de prática artística e formação em teatro na cidade de Porto Alegre (RS). O conceito de territorialidade é abordado a partir da perspectiva do historiador teatral Jorge Dubatti (2008), que considera o teatro uma prática sempre inserida em um contexto geográfico, histórico e cultural. Como a territorialidade não pode ser vista como fenômeno a priori, busca-se problematizar a construção do referido espaço, através de relatos memoriais que remontam o momento inicial de constituição do DAD, outrora denominado Curso de Arte Dramática (CAD). A demanda existente na cidade por uma faculdade de teatro e os discursos dos sujeitos que lutaram pela consolidação de um espaço para o ensino superior de teatro são os pontos de partida deste trabalho. A noção de “convívio teatral”, definida por Dubatti como o encontro de corpos presentes que estabelecem vínculos e afeições em um dado território, permite pensar o CAD como um espaço propulsor de experiências, práticas artísticas e subjetividades que perduram até a atualidade, caracterizando o DAD de forma diferenciada dentro da universidade e para além dos seus muros. 

 

 


Palavras-chave


memória; territorialidade; formação superior; teatro; UFRGS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.63652





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380