E O VERBO SE FEZ CARNE: POR UMA PERFORMATIVIDADE DA PALAVRA NO TEATRO CONTEMPORÂNEO BRASILEIRO

Nina Caetano, Phelippe Celestino

Resumo


Esse artigo tem como objetivo explicitar características recorrentes na dramaturgia contemporânea e as sua relações com a materialidade cênica. A princípio faz um breve percurso histórico, acerca dos modos de utilização da palavra na composição de escritores teatrais presentes na história do teatro ocidental. Em seguida discorre sobre aspectos performativos do texto teatral, e reflete diante da utilização deste elemento no teatro contemporâneo. Para tanto, como objeto de exemplificação tem-se a encenação e a dramaturgia de Congresso Internacional do Medo do grupo espanca!. Assim sendo, almeja-se levantar possibilidades de pensar alguns aspectos da dramaturgia atual e sugerir pontos de reflexão diante da relação texto-cena.

Palavras-chave


Dramaturgia. Textualidade. Espanca!. Teatro contemporâneo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.52013





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380