CRAVE: UMA ANÁLISE DO PROCEDIMENTO PÓS-DRAMÁTICO DE SARAH KANE

Lívia Sudare de Oliveira

Resumo


Este artigo busca investigar o procedimento não dramático de Sarah Kane através da análise de seu texto Crave, buscando relacioná-lo às discussões recentes acerca do teatro pós-dramático, de forma a compreender que características lhe dão este aspecto. Visa-se com este trabalho, também, entender o que no trabalho de Kane fez com que passasse de enfant terrible do teatro inglês à melhor dramaturga (o) inglesa da década de 1990.

Palavras-chave


Artes cênicas; Sarah Kane; Crave; Pós-dramático; Dramaturgia inglesa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.48163





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380