UMA PEDAGOGIA TEATRAL VELADA: A ÜBER-MARIONETTE DE GORDON CRAIG

Almir Ribeiro

Resumo


O caráter pedagógico do pensamento de Gordon Craig não é um aspecto explícito de sua obra de um modo geral, que parece preferir debruçar-se sobre questões estéticas e de redefinição do que seja a própria linguagem da arte do teatro. Mas se insinua de maneira sutil em seus primeiros escritos - por vezes numa via contrária - e irá aflorando lentamente em direção à formalização de um modelo pedagógico teórico e prático para um “artista do teatro do futuro”. Nesse viés pedagógico de seu trabalho se insere a criação da alegoria do Über-marionette e a crítica ao trabalho do ator, alvo principal da crítica inserida nessa formulação. A combinação dessa imaginativa criação utópica de um super-ator e seus atributos, com uma minuciosa descrição da inviabilidade do ator como autor e material artístico, rascunha uma intrigante proposta pedagógica que dialogará com suas questões estéticas e formará uma pedagogia velada, oculta em duplos sentidos e imagens poéticas, que se coadunam perfeitamente com o universo lírico de toda sua obra.


Palavras-chave


Teatro. Edward Gordon Craig. Pedagogia teatral.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.35379





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380