PIRANDELLO CONTEMPORÂNEO: UM ESTUDO PARA ANÁLISE DA DRAMATURGIA PIRANDELLIANA A PARTIR DA CENA

Martha Ribeiro

Resumo


Investigar a dramaturgia de Pirandello a partir da cena e da relação ator/personagem é também se confrontar com a própria história do teatro ocidental, pois a principal característica de sua dramaturgia é tencionar os limites, e as fronteiras das diferentes estéticas e formas teatrais que se sucederam, e que se contrapuseram, abrindo sempre novos espaços de criação. Pirandello não propôs uma solução para a crise da representação que se instalou nos experimentos teatrais que lhe foram contemporâneos, ao contrário, a sua estética é uma estética da crise, e também de acumulação entre diferentes estéticas e formas cênicas plurais, multifacetadas. É no contraste, no choque, entre o metafísico e o realismo que reside sua maior riqueza. Em seus últimos anos de trabalho, Pirandello recorreu ao papel “mediúnico” da materialidade cênica, acreditando no poder mágico do palco em transmutar o corpo do ator em fantasmas, e de criar sonhos. O ator, dirá o dramaturgo, não deve se transformar em uma figura humana, e sim evocar um ser diferente, estranho - mas real, vivo - que existe em uma diferente esfera de realidade.


Palavras-chave


Luigi Pirandello; Teatro contemporâneo; Máscaras.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.25533





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380