CULTURA JUVENIL EM CENA: VIOLÊNCIA E DIVERSIDADE

Ney Wendell

Resumo


O corpo cênico do jovem e sua manifestação em cena são abordados a partir do estudo da produção e recepção do espetáculo teatral Cuida Bem de Mim. Este estudo faz parte da dissertação intitulada “Teatro, Afeto e Cultura Juvenil: recepção do espetáculo Cuida Bem de Mim”, desenvolvida no PPGAC-UFBA. Foi feito um estudo da recepção do espetáculo Cuida Bem de Mim junto a 2.500 jovens de 14 escolas públicas que assistiram e participaram do debate no período de 2005 a 2007 nas cidades de Salvador, Rio de Janeiro e Recife. É uma peça que trata da violência nas escolas públicas e da reconstrução das relações afetivas no ambiente escolar. O jovem na sua corporeidade híbrida foi observado a partir desta encenação, que trouxe para a cena a violência física e simbólica e a diversidade da cultura juvenil através de elementos da multiplicidade, mutação e desequilíbrio na interpretação dos personagens. Com isso, chegaram-se as categorias analíticas que cruzam estas temáticas a partir de eixos estéticos como destruição, explosão, embate e negritude em cena.

Palavras-chave


Juventude; Recepção Teatral; Corpo; Violência; Encenação;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.16384





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380