A METAFUNÇÃO TEXTUAL E OS RECURSOS DE IDENTIFICAÇÃO EM MEMORIAL DE LEITURA

Débora Plocharski Haag, Lúcia Rottava

Resumo


Este artigo objetiva analisar como o fluxo de informação de um texto é construído e como são realizados a apresentação, o rastreamento e a manutenção dos participantes em textos escritos, em Língua Portuguesa, por ingressantes do curso de Letras. Teoricamente orienta-se pela Linguística Sistêmico-funcional, cujo recorte centra-se no recurso semântico-discursivo identificação (MARTIN e ROSE (2007[2003]). O corpus é um texto escrito, cujo gênero é o Memorial de Leitura, produzido por aluno do primeiro semestre de graduação em Letras. Como procedimento metodológico realizou-se uma análise descritiva-qualitativa, que focou sistema semântico-discursivo de identificação. Os resultados apontam para uma compreensão acerca da utilização da identificação no gênero Memorial de Leitura e para um possível trabalho de utilização consciente desse recurso com a finalidade de aprimoramento de escrita.

Palavras-chave


Texto; Memorial de Leitura; Linguística Sistêmico-Funcional; Análise semântico-discursiva; Metafunção textual; Identificação; Periodicidade

Texto completo:

PDF

Referências


DÖRNYEI, Z. Research Methods in Applied Linguistics: Quantitative, Qualitative, and Mixed Methodologies. Oxford: Oxford University Press, 2007.

FUZER, C.; CABRAL, S. R. S. Introdução à Gramática Sistêmico-Funcional em Língua Portuguesa. 1. ed. Campinas: Mercado de Letras, 2014.

GHIO, E.; FERNÁNDEZ, M. D. Lingüística Sistémico Funcional: Aplicaciones a la Lengua Espanhola. 1. ed. Santa Fe: Universidad Nacional del Litoral, Waldhuter Editores, 2008.

HALLIDAY, M. A. K. El Lenguaje como Semiótica Social: La interpretación social del lenguaje y del significado. Tradução: Jorge Ferreiro Santana. 1. ed. Buenos Aires: Argentina Fondo de Cultura Económica de Argentina S.A., 2001.

______. Sobre la “arquitectura” del lenguaje humano. In: GHIO, E.; NAVARRO, F (comp.). Obras esenciales de MAK Halliday. Tradução: Annabelle Lukin. Santa Fe: Ediciones UNL, 2017.

HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. M. I. M. An Introduction to Functional Grammar. 4. ed. London: Arnold, a member of the Hodder Headline Group, 2014.

HALLIDAY, M. A. K.; HASAN, R. Cohesion in spoken and written English. London: Longman, 1976.

______. Language, context, and text: aspects of language in a social-semiotic perspective. Oxford: Oxford University Press, 1985.

LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL. Banco de dados composto por textos de alunos do curso de Letras da UFRGS. [S.l.], 2014-2018. Disponível em: http://textosletras1sem.blogspot.com/. Acesso em: 30 abr. 2018.

LEITURA: do colorido prazer à necessidade. In: Leitura e Produção Textual. [S.l.], 2014. Disponível em: http://textosletras1sem.blogspot.com/2014/06/leitura-do-colorido-prazer-necessidade_29.html. Acesso em: 30 abr. 2018.

MARTIN, J. R. La Gramática se reúne com el género: Reflexiones sobre la Escuela de Sydney. Dep. de Lingüística, Universidad de Sydney. Inaugural Lecture Sydney University Arts Association, 2000.

MARTIN, J. R.; ROSE, D. Working with Discourse: Meaning beyond the clause. 2. ed. London: Continuum, 2007.

MARTÍNEZ LIROLA, M. Aspectos esenciales de la gramática sistémica funcional. Universidad de Alicante. Servicio de Publicaciones, Alicante, 2007.

MUNIZ DA SILVA, E. C. Gêneros na teoria sistêmico-funcional. Delta – Documentação de estudos em linguística teórica e aplicada da PUCSP, São Paulo, v. 34, p. 305-330, 2018.

ROTTAVA, L. A construção de portfólio para compreensão do processo de escrita em contexto acadêmico. In: II Seminário Internacional de Língua, Literatura e Processos Culturais. Caxias do Sul, RS, 2014. p. 914-920.

______. A metáfora gramatical e seus efeitos no texto acadêmico: um estudo a partir do gênero memorial de leitura. Comunicação apresentada no XIII ALSFAL, 06 a 10 de noviembre de 2017, Universidad Nacional de Córdoba. Córdoba, AR.

SIPPERT, L. Análise da progressão textual e da estrutura temática em resenhas de alunos do Ensino Superior: um olhar sistêmico-funcional aliado à perspectiva sociointeracionista. 2017. Tese (Doutorado em Letras) — Instituto de Letras, UFRGS, Porto Alegre, RS, 2017.

VIAN, O. J.; IKEDA, S. N. A análise do discurso pela perspectiva sistêmico-funcional. In: LEFFA, V. (org.) Pesquisa em Linguística Aplicada: Temas e Métodos. Pelotas: Educat, 2006. p. 31-69.

VIAN, O. J.; MENDES, W. V. O sistema de conjunção em textos acadêmicos: os mecanismos de sequenciamento e de explicação. Letras, Santa Maria, v. 25, n. 50, p. 163-186, jan./jun. 2015.




DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.92412



Direitos autorais 2019 Débora Plocharski Haag, Lúcia Rottava

 

Indexadores: 

    

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil