A PERVERSIDADE NA LITERATURA DE EDGAR ALLAN POE: UM AMBIENTE DE TERMINOLOGIAS CIENTÍFICAS

Juan Carlos Acosta

Resumo


Este trabalho visa demonstrar como um vocábulo pode se comportar como termo num texto literário. Neste caso, analisaremos o conceito de “perverseness”, que permeia alguns dos contos de Edgar Allan Poe, demonstrando, assim, que a linguagem da literatura pode também oferecer um ambiente para as linguagens científicas. Para delimitarmos o espaço em que dito conceito se encontra na obra de Poe, usa-se a ferramenta Sketch Engine, da Linguística de Corpus para encontrar os textos em que “perverseness” aparece. Logo, faz-se um apanhado do processo de terminologização da etno-terminologia de Maria Aparecida Barbosa para compreender se “perverseness” possui características de termo ou de vocábulo. Após isso, analisamos as diferentes traduções brasileiras para “perverseness”.


Palavras-chave


Terminologia, Edgar Allan Poe, Frenologia, Perversidade,

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.83295



Direitos autorais 2018 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil