Os dois lados da mesa eleitoral: evidências de sentido sobre o cidadão democrático

Raquel Alquatti

Resumo


O presente artigo trata da temática da democracia junto ao dispositivo teórico analítico da Análise de Discurso fundada por Michel Pêcheux. Busco pensar as evidências de sentido sobre o cidadão democrático, produzidas pela ideologia dominante. Para isso, foi realizado um recorte de trechos do livro O dia de um escrutinador do escritor italiano Ítalo Calvino. Neste conto, Amerigo Ormea narra seu dia como integrante da mesa eleitoral em uma instituição católica de asilo a sujeitos nas mais diversas condições. Neste espaço, o traço que separa os dois lados da mesa eleitoral estabelece também o ponto da falha do ritual, onde o impossível democrático se apresenta.


Palavras-chave


Análise do Discurso; Democracia; Sujeito; Cidadão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67857



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil