AUTONOMIA E SUBMISSÃO FEMININA NAS PÁGINAS DE A ESTAÇÃO

Isabel Cadore Boligon, Juracy Assmann Saraiva

Resumo


O presente artigo analisa o posicionamento ideológico expresso na revista A Estação e verifica a consonância temática das publicações de mulheres, no Suplemento Literário da revista, em relação a essa ideologia. A Estação foi uma publicação quinzenal, que circulou no Brasil, de 15 de janeiro de 1879 a 15 de fevereiro de 1904, e era composta por duas partes: uma referente à moda, e outra dedicada à literatura e dela participavam renomados autores brasileiros.  O estudo permite concluir que os textos literários, produzidos por mulheres, adotam o padrão romântico e revelam sua total anuência com a ideologia expressa pela revista.


Palavras-chave


A Estação; Suplemento Literário; ideologia; mulher.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67845



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil