Alice Meets the Antipathies: relations between "The Magic Pudding" and the "Alice" books

Liziane KUGLAND DE SOUZA

Resumo


Existem diversas relações entre o clássico infantil australiano The Magic Pudding (1918), de Norman Lindsay e os ingleses Alice’s Adventures in Wonderland (1865) e Through the Looking-Glass (1871) de Lewis Carroll. Tais relações vão desde temas consagrados em histórias infantis, como “comida” e “animais falantes”, a paródias de canções e a episódios como um julgamento em que figuras de autoridade são ridicularizadas. Além disso, o povo australiano é mencionado no primeiro Alice, enquanto o povo inglês também o é em The Magic Pudding. Antes de servirem como instrumentos para ensinamentos morais ou comportamentais, as três histórias parecem ter como foco a diversão infantil e a criança como tomadora de decisões.

 


Palavras-chave


Alice’s Adventures in Wonderland; Intertextualidade; The Magic Pudding; Through the Looking-Glass.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67782



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil