O IMPACTO DAS CULTURAS EDUCATIVAS DOS ALUNOS EM TURMAS PLURILÍNGUES E PLURICULTURAIS DE PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS

Amanda Teixeira Bastos, José Carlos Chaves da Cunha

Resumo


Descrevemos e analisamos as culturas educativas dos alunos de português para estrangeiros (PE) da Universidade Federal do Pará visando verificar seu(s) impacto(s) no ensino-aprendizagem e propor procedimentos suscetíveis de potencializar seus efeitos positivos e reduzir os negativos. Trata-se de uma pesquisa de cunho etnográfico cujos dados foram constituídos por observações de aulas de duas turmas de PE e por entrevistas com seus alunos. Os resultados apontaram que as culturas educativas da maioria dos alunos são caracterizadas pela supervalorização da escrita, memorização de vocábulos e regras gramaticais diferindo da concepção mais pragmática de ensino adotada na IES. Apontaram também certa resistência destes à metodologia adotada, às formas de comunicação nas turmas e às normas relacionais que regiam o uso do português.

Palavras-chave


Culturas educativas; Interculturalidade; Heterogeneidade linguístico-cultural.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67725



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil