INTERFACE ENTRE LINGUÍSTICA TEXTUAL E SEMIÓTICA DO TEXTO NA CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS NO DIÁRIO DA DILMA

Rafael da Silva Moura, Elisane Regina Cayser, Luciana Maria Crestani

Resumo


Este artigo visa a analisar a construção de sentidos nos textos, utilizando, para tanto, alguns referentes teóricos, a saber: o conhecimento de mundo, abordado por Koch (2012) e Kleiman (1997); o processo de inferência, abordado por Marcuschi (2008); a Teoria Semiótica do Texto, retomada por Fiorin (2013) e Barros (2011), focando, especificamente, em aspectos do nível discursivo de organização dos sentidos. Ancorado nessas teorias, fazem-se análises de alguns trechos da coluna Diário da Dilma, inserida na revista eletrônica Piauí. A análise comprova a importância do conhecimento de mundo do sujeito leitor para que ele consiga fazer inferências e, a partir delas, detectar as quebras de isotopia que constroem os sentidos da referida coluna, uma vez que há um rompimento entre a imagem da Presidente construída no Diário quando confrontada com a imagem dela observada na realidade.

Palavras-chave


Linguística Textual. Teoria Semiótica do Texto. Sentidos do texto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67722



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil