A INTERTEXTUALIDADE COMO ELEMENTO FUNDADOR N'A LIGA EXTRAORDINÁRIA

Ismael Bernardo Pereira

Resumo


O presente artigo propõe a intertextualidade como um elemento fundamental na obra de Alan Moore, presente através de diversas abordagens que resultam numa reavaliação dos elementos referenciados. Ao analisar como esse elemento se manifesta em sua obra como um todo, pretende-se igualmente argumentar que na sua graphic novel A Liga Extraordinária, em específico, a intertextualidade tem um papel de elemento fundador, devido à complexidade e diversidade de seu uso. Como bibliografia central, utilizam-se os conceitos de intertextualidade, de Júlia Kristeva, e gêneros do discurso, de Bakhtin.


Palavras-chave


intertextualidade; A Liga Extraordinária; quadrinhos; literatura vitoriana.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67261



Direitos autorais 2017 Cadernos do IL

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil