A CIDADE DAS DAMAS NO CAMPO MOVEDIÇO DA LITERATURA COMPARADA E DOS ESTUDOS FEMINISTAS

Andrea Quilian de Vargas, Rosani Ketzer Umbach

Resumo


Os estudos feministas representaram uma novidade significativa no campo acadêmico, configurando-se como uma tendência teórica de forte potencial crítico que deslocou o foco das investigações para a cultura subalterna. Dessa forma, desestabilizou a legitimidade cultural androcêntrica, incitando à desconstrução dos estereótipos relacionados à mulher. Sob uma perspectiva que prioriza a literatura comparada e suas relações com outras esferas do conhecimento, analisaremos a obra de Christine de Pizan, escritora do século XV que subverteu os costumes de seu tempo tornando-se a primeira mulher francesa a viver da literatura. Com vistas à teoria feminista de Elaine Showalter, a qual considera o aspecto cultural um fator decisivo para a produção literária feminina, adentraremos o território selvagem de Pizan, “A cidade das damas”.


Palavras-chave


comparatismo; feminismo; Pizan

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.52355



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil