O DISPOSITIVO DE SABER MÉDICO E A SUBJETIVAÇÃO DO ALUNO HIPERATIVO

Bruno Franceschini

Resumo


Este texto tem por objetivo compreender como são formados os discursos sobre o aluno hiperativo no saber médico. Desse modo, uma das hipóteses levantadas é de que a Medicina atua enquanto um dispositivo de saber que faz circular diferentes discursos na formação discursiva denominada de “discurso médico”. De modo a cumprir esse objetivo e para desenvolver as reflexões propostas no campo discursivo, comunga-se, em especial, dos conceitos de discurso, dispositivo, poder, governamentalidade e biopoder, conceitos estes postulados por Michel Foucault.


Palavras-chave


Discurso; Governamentalidade; Hiperatividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.50060



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil