APOSTA COM O DIABO: DIÁLOGO COM A FÁBULA SOB UMA PERSPECTIVA ANTIRROMÂNTICA

Maria Da Luz Alves Pereira

Resumo


Este artigo analisa o conto “Nunca aposte sua cabeça com o diabo — conto moral”, de Edgar Allan Poe, representante do movimento romântico oitocentista americano, norteado por dois objetivos: o primeiro, mais geral, é discutir o romantismo americano, ressaltando a atitude antirromântica de Poe; o segundo, mais específico, é identificar a sátira presente na narrativa e observar e descrever a relação dialógica do conto com o gênero fábula. Constata-se que o texto poeano desconstrói o discurso fabular e cria um novo esquema narrativo no qual o conto se apoia. Elegem-se como principal referencial teórico os estudos de Daniel Royot, em Poe’s humor, e Mikhail Bakhtin, em Estética da criação verbal.

Palavras-chave


Humor; Gênero fábula; Relações dialógicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.49652



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil