REFLEXÕES ACERCA DO CONCEITO DE LÍNGUA COMO UMA INSTITUIÇÃO SOCIAL EM WILLIAM DWIGHT WHITNEY

Autores

  • Daniel Marra Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.
  • Sebastião Elias Milani Universidade Federal de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.35837

Palavras-chave:

Whitney, Língua, Instituição Social, Mudança Linguística

Resumo

Trata-se, neste artigo, do conceito de língua como uma instituição social tributário a William Dwight Whitney (1827-1894). O pensamento deste sobre a natureza da língua representou um ponto de virada nos estudos da linguagem. Ao postular que a língua é uma instituição social, Whitney, contrariando teorias inatistas, insistiu que ela é uma criação humana como todas as outras instituições sociais. Esta seria a razão pela qual a língua sofre mudanças constantes. Mudanças que surgiriamprimeiramente nos falantes de uma língua, na forma de eles refletirem sobre si como indivíduos e como membros de uma sociedade. Dois processos relacionados estariam envolvidos: a mudança dos falantes causaria mudança na língua; a língua mudaria e essa mudança refletiria uma mudança nos falantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-05-31

Como Citar

MARRA, D.; MILANI, S. E. REFLEXÕES ACERCA DO CONCEITO DE LÍNGUA COMO UMA INSTITUIÇÃO SOCIAL EM WILLIAM DWIGHT WHITNEY. Cadernos do IL, [S. l.], n. 46, p. 129–147, 2013. DOI: 10.22456/2236-6385.35837. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/35837. Acesso em: 21 set. 2023.

Edição

Seção

Artigos de estudos literários