A DIÁSPORA HISPANO-CARIBENHA NA FICÇÃO DE JULIA ALVAREZ: MEDIAÇÕES ENTRE CULTURAS, LÍNGUAS E GEOGRAFIAS

Tito Matias-Ferreira Jr.

Resumo


Neste trabalho, há o interesse em investigar a maneira em que sujeitos diaspóricos ficcionais da obra How the García Girls Lost their Accents negociam o embate entre duas culturas – a caribenha, oriunda da República Dominicana, no Caribe, e a estadunidense, proveniente dos Estados Unidos da América; assim como as implicações de tal negociação na vida do imigrante, uma vez que são questões relevantes na escrita de Julia Alvarez. Para tanto, leva-se também em consideração a questão da língua na construção da identidade imigrante, visto que o bilingüismo é um fator chave na negociação que as irmãs García agenciam entre suas porções caribenha e estadunidense para buscar entender onde se posicionam no mundo contemporâneo.

Palavras-chave


diáspora; ficção; Julia Alvarez

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.35296



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil