BANDIDO E HERÓI: O VINGADOR DO SERTANEJO NO FOLHETO DE CORDEL

Raymundo José da Silva

Resumo


RESUMO: Este trabalho é uma reflexão sobre o fenômeno do Cangaço e seu confronto com o Coronelismo, dois grandes aspectos sociais que marcaram a vida nordestina e contribuíram decisivamente para a formação da identidade do homem do sertão. Na primeira parte, após a introdução, foi feito um esboço da história do Cordel com menção das principais características do homem e do ambiente onde esta literatura floresceu. A seguir, como exemplo concreto, fez-se a análise do poema O sertanejo Antônio Cobra Choca de João José da Silva, ressaltando-se, principalmente, a importância do bandido do sertão como personagem do Cordel, discorrendo sobre o modo como esse personagem se faz aceito pelos leitores no folheto, transformando-se em vingador e herói dos leitores sertanejos.

 


Palavras-chave


cangaço; coronelismo; cordel; herói.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.34469



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil