ELEVAÇÃO DE /e/ E APAGAMENTO VOCÁLICO: O COMPORTAMENTO DOS CLÍTICOS

Natália Brambatti Guzzo

Resumo


O presente estudo analisa o tipo de clítico, seu contexto fonológico e sua função morfossintática de modo a (i) verificar como esses fatores relacionam-se a seu comportamento quanto à elevação de /e/ e ao apagamento vocálico e (ii) tecer afirmações sobre sua localização na hierarquia prosódica. Neste trabalho, os clíticos obtidos por Autor (ano) e Autores (ano) para, respectivamente, elevação de /e/ e apagamento vocálico, foram analisados isoladamente. Constatou-se que a elevação, mais frequente em <e> e <em> e menos frequente em <de> e <te>, é condicionada pelo contexto fonológico do clítico e pelo seu tipo e função morfossintática, ao passo que o apagamento, mais frequente com <tu> e <de>, é influenciado sobretudo pelo contexto fonológico.


Palavras-chave


Clíticos; Elevação de /e/; Apagamento vocálico; Fonologia Prosódica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.28119



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil