O INSTANTE DECISIVO NO CORPO ESCRITO PELO DISCURSO DO DIREITO

Dionéia Motta Monte-Serrat, Leda Verdiani Tfouni

Resumo


O estudo do Instante Decisivo (BRESSON) no discurso do Direito mostra a constituição da imagem de sujeito de direito sobreposta à imagem do sujeito depõe no rito da audiência. A primeira constrói um sentido único da fala e a segunda revela um sujeito dividido, opaco. No ritual da audiência do Poder Judiciário, sob a perspectiva discursiva, observamos que a imagem coesa do corpo escrito pelo discurso do Direito é rompida com a emergência de um sujeito dividido, constituído fora da lógica jurídica. Se o silogismo do discurso do Direito escreve o corpo, podemos afirmar que o deslocamento dessa estrutura silogística rígida caracteriza o Instante Decisivo como resistência à formação ideológica dominante, fazendo da lei um traço sem corpo.

Palavras-chave


instante decisivo; subjetividade; imagem;discurso do Direito

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.28112



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil