AS CATEGORIAS DE TEMPO E PESSOA, PELA ÓTICA BENVENISTEANA, E AS MARCAS (AUSENTES) DA SUBJETIVIDADE NO ESTATUTO DA AISM

Juciane Ferigolo Parcianello

Resumo


Nosso trabalho centra-se, primeiramente, na discussão de alguns conceitos elementares da Linguística da Enunciação, fundamentada no pensamento benvenisteano, tais como: língua, enunciação, enunciado, sujeito e temporalidade. Em um segundo momento, nosso interesse se volta para a análise de enunciados (corpus) que constituem os objetivos do Estatuto Social, da Associação Italiana de Santa Maria (AISM), considerando neste exercício a teoria da enunciação e as noções referidas acima. Buscamos com o trabalho analítico observar e compreender os efeitos de sentido produzidos pela ausência das marcas de subjetividade nos enunciados, a partir das categorias de pessoa e de tempo, bem como discutir o que esta (aparente) ausência significa.


Palavras-chave


Estatuto; Enunciação; Subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.28028



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil