QUEM SE BENEFICIA DOS DOZE PASSOS? UMA CRÍTICA AO DISCURSO DA AUTOAJUDA

Luciane Thomé Schröder

Resumo


RESUMO: O presente estudo constitui-se numa das análises de encerramento da tese de doutoramento, que teve por objeto de investigação o discurso da autoajuda e da espiritualidade divulgado pelo grupo de apoio a familiares de dependentes químicos, o Grupo Familiar Nar-Anon. Esse momento apresenta a análise das Doze Passos do Nar-Anon que, dentre outras questões, polemiza e problematiza as bases de seu funcionamento, demonstrando como ele é revelador de um jogo discursivo que compromete o membro, atribuindo-lhe tarefas e privando-o de exercer outras, em nome de sua causa: manter a unidade do grupo por meio da exaltação da importância da sua presença junto aos familiares de adictos.

PALARAS-CHAVE: prática discursiva; efeitos de sentido; sociedade; Nar-Anon.



Palavras-chave


prática discursiva; efeitos de sentido; sociedade; Nar-Anon

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.27851



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil