SAUSSURE E BENVENISTE - SIGNO LINGUÍSTICO REFERÊNCIA E LINGUAGEM POÉTICA

Renata Trindade Severo

Resumo


O conceito de signo linguístico desde a crítica de 1939 à maneira como foi postulado pelo Saussure do Curso de Linguística Geral (CLG) constitui um ponto alto no pensamento de Èmile Benveniste e já foi abordado por grandes leitores tanto de Saussure quanto do linguista francês, como Claudine Normand e Simon Bouquet. Os manuscritos recentemente publicados em que o criador da Teoria da Enunciação analisa a poética de Baudelaire trazem novo fôlego a essa discussão que já dura mais de sete décadas. Esse artigo procura percorrer o pensamento benvenisteano e mostrar a evolução do conceito de signo linguístico em sua obra relacionando-a ao pensamento saussureano no CLG e nos Escritos de Linguística Geral.

Palavras-chave


signo linguístico; enunciação; linguagem poética.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.27467



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil