A TEORIA DA ARGUMENTAÇÃO NA LÍNGUA E A TRADUÇÃO-INTERPRETAÇÃO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS

Laura Amaral Kümmel Frydrych

Resumo


A Argumentação na Língua é considerada a grande tese de Oswald Ducrot. Essa tese da "argumentação na língua", que intitula a própria teoria que desenvolve, contrapõe-se à concepção de argumentação retórica. Examinamos neste artigo as três fases nas quais a teoria de Ducrot se divide, destacando nelas a noção de argumentação. Embora Ducrot não tenha, em suas concepções teóricas, problematizado os processos de tradução, depreendemos de sua reflexão algumas definições bastante interessantes de serem deslocadas para os estudos linguísticos da tradução. Abordamos aqui a tradução-interpretação da língua brasileira de sinais, no que diz respeito à manutenção (ou não) da relação argumento/conclusão, bem como suas especificidades.


Palavras-chave


Argumentação - Tradução - Língua Brasileira de Sinais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.26022



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil