OS EFEITOS DA FALA DA CRIANÇA: A ESCUTA DO SINTOMA NA CLÍNICA DE LINGUAGEM

Scheila Bender, Luiza Milano Surreaux

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre os efeitos da fala sintomática sobre a escuta do sintoma na clínica de linguagem. Para discorrermos sobre a noção de sujeito e sintoma na clínica de linguagem, repensando a posição do terapeuta frente à fala sintomática, realizamos uma interlocução com a linguística da enunciação, mais especificamente a teoria de Émile Benveniste e a psicanálise freudo-lacaniana. A partir da análise de cenas enunciativas de atendimentos fonoaudiológicos propomos ao terapeuta uma reflexão sobre as singularidades da fala sintomática dos pacientes que chegam à clínica.


Palavras-chave


Clínica de linguagem – Sujeito – Sintoma de linguagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.26017



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil