“SÓ TENHO O SENHOR NO MUNDO”: A FIGURA DO MENDIGO EM DOIS CONTOS DA LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Ana Paula da Silva Ribeiro

Resumo


O presente artigo analisa a figura do mendigo em dois contos da literatura brasileira contemporânea: “O outro”, de Rubem Fonseca, e “Creme de alface”, de Caio Fernando Abreu, ambos de 1975. O estudo busca compreender a maneira como acontece o confronto entre os personagens (o “rico” e o “pobre”); para tanto, é preciso pensar a posição dos personagens diante da situação de conflito e as soluções encontradas para resolver o descompasso existente entre eles. O medo do outro é considerado na análise e levado às últimas conseqüências pelos personagens. Por fim, vê-se como é possível localizar o ponto de encontro entre os dois contos estudados.

Palavras-chave


mendigo; Rubem Fonseca; Caio Fernando Abreu

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.25327



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil