THE MIRROR OF SENSIBILITY: STYLE AND TRUMAN CAPOTE IN BREAKFAST AT TIFFANY’S

Rosalia Neumann Garcia

Resumo


Em entrevista para The Paris Review, em 1957, o escritor americano Truman Capote revela idéias sobre estilo literário que serão aplicadas em uma de suas obras mais conhecidas, Breakfast at Tiffany’s, de 1958. A precisão e a objetividade utilizadas para escrever essa obra abrem caminho para seu projeto posterior, In Cold Blood, de 1965,  onde o estilo jornalístico tem como objetivo revelar da forma mais neutra possível a “verdade” dos fatos. Tiffany’s, ainda, demonstra a habilidade de Capote para a descrição mais exata de seus personagens, ao mesmo tempo em que desvela a cidade de Nova York a partir dos olhos de um escritor encantado com o que ele descreve como sendo “a única verdadeira cidade que existe.”

Palavras-chave


estilo; Nova York; descrição

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.25305



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil