EXPERIÊNCIA ESTÉTICA E ESTÉTICA DA RECEPÇÃO

Mariana Andrade Gomes

Resumo


Este artigo pretende realizar um estudo comparativo entre as teorias da Estética da Recepção e Experiência Estética, observando suas semelhanças, ancorado principalmente nos pressupostos de John Dewey e sua análise da Experiência Estética e H.R. Jauss em sua contribuição para a Estética da Recepção. As duas teorias enfatizam a importância do receptor para a composição do significado da obra de arte e mostram a relevância do contexto no qual as obras foram construídas e nas quais estão sendo consumidas como um elemento importante para sua compreensão. Estas correntes teóricas se opõem ao New Criticism, Formalismo Russo e Estruturalismo que interpretavam a obra em sua imanência, ou seja, a obra como possuidora de um significado fechado em si mesma

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.25184



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil