AUTÓPSIA DE UM PASSADO: UMA LEITURA DE CINZAS DO NORTE (2005), DE MILTON HATOUM

Juliane Welter

Resumo


O presente trabalho tem como indagação central as reflexões acerca da ditadura militar na literatura brasileira contemporânea, centrando-se no romance de Milton Hatoum, Cinzas do Norte. O trabalho divide-se em três eixos: as produções artísticas dos anos 50 e 60 marcadas pelo romantismo revolucionário e pela utopia de um país novo; o desencanto da esquerda nos anos 70; e a variante distópica, que tem início com a redemocratização brasileira e estende-se até o início do século XXI. Através da análise do romance supracitado busca-se localizar a reflexão feita pelo autor anos após o fim do regime militar: trauma ou acerto de contas?


Palavras-chave


Milton Hatoum

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.24951



Direitos autorais

 

Indexadores: 

   Resultado de imagem para diadorimImagem relacionada   Resultado de imagem para redib

Imagem relacionadaResultado de imagem para capes web qualisResultado de imagem para google acadêmico

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil