O ERUDITO E O POPULAR EM SARGENTO GETÚLIO

Letícia Dutra

Resumo


RESUMO: A tradição literária e o cânone brasileiros ainda não cederam um espaço significativo para as formas consideradas “impuras”, tais quais a cultura popular e a literatura oral. Sendo assim, o presente ensaio pretende apresentar alguns aspectos dessas produções, discutir o regionalismo brasileiro e as manifestações desses elementos nos diferentes períodos da história regionalista e, enfim, a partir da análise do romance Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro, explorar os dados de cultura popular e de literatura oral abordados no livro, comprovando, deste modo, como duas perspectivas opostas - erudito e popular - podem figurar de maneira legítima dentro de uma narrativa canônica.

RESUMEN: La tradición literaria y los cánones brasileños todavía no permiten un espacio significativo a las formas consideradas “impuras”, tales como la cultura popular y la literatura oral. De esta forma el presente ensayo busca presentar algunos aspectos de esas producciones, discutir el regionalismo brasileño y las manifestaciones de esos elementos en los diferentes períodos de la historia regionalista y, por fin, a partir del análisis de la novela Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro, explorar los datos de cultura popular y de literatura oral abordados en el libro, comprobando, de este modo, como dos perspectivas opuestas - erudito y popular - pueden figurar de manera legítima dentro de una narrativa canónica.

PALABRAS-CLAVE: Tradición literaria –  Popular –  Sargento Getúlio


Palavras-chave


Tradição literária – Popular – Sargento Getúlio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.22710



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil