AS RELAÇÕES DE PODER EM O TEMPO E O VENTO: A CONSTRUÇÃO DO ESTADO EM ERICO VERÍSSIMO E RAYMUNDO FAORO

Autores

  • Alexandre Ricardo Lobo de Sousa UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.22701

Palavras-chave:

Patriarcalismo – Patrimonialismo – Estado

Resumo

Trabalho apresentado no III Colóquio do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS.

Resumo: O projeto, em execução, “A construção do Estado em Erico Verissimo e Raymundo Faoro”, tem como objetivo analisar, a partir dos conceitos patrimonialismo e patriarcalismo em “Os Donos do Poder”, de Raymundo Faoro, a construção do Estado Brasileiro e as relações de poder na obra “O Tempo e o Vento”, de Erico Verissimo. No estágio atual da pesquisa, já mapeei a influência da teoria de Max Weber entre intelectuais brasileiros até Raymundo Faoro e analisei as três primeiras partes de “O Continente”, primeiro volume de O Tempo e o Vento, percebendo uma transição de uma forma de poder baseada em um patriarcalismo, em “Ana Terra”, ao patrimonialismo em “Um certo Capitão Rodrigo”.

RÉSUMÉ: Le projet en cours, ““La construction de l'État brésilien dans Verissimo et Raymundo Faoro” a comme objectif analyser à partir des concepts patriarcat et patrimonialisme dans “Les détenteurs du pouvoir”, de Raymundo Faoro, la construction du État brésilien et les rapports du pouvoir dans l’ oeuvre litéraire “Le Temps et le Vent ”, de Erico Verissimo. Dans l’étape de la recherche, j’ai fait le portrait de l’influence de la théorie de Max Weber parmi les intelectuels brésiliens jusqu’à Raymundo Faoro et j’ai analysé les premiers parties du “Le Continent ”, premier volume de la trilogie “ Le Temps et le Vent”, comprenant une transition d’une forme de pouvoir soutenu sur un patriarcat dans  “Ana Terra” à “Un capitaine Rodrigo”.

MOTS-CLÉ: Patriarcat – Patrimonialisme - État.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-09-01

Como Citar

SOUSA, A. R. L. de. AS RELAÇÕES DE PODER EM O TEMPO E O VENTO: A CONSTRUÇÃO DO ESTADO EM ERICO VERÍSSIMO E RAYMUNDO FAORO. Cadernos do IL, [S. l.], n. 37, 2008. DOI: 10.22456/2236-6385.22701. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/22701. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos de estudos literários