Os matizes do vinho e suas definições: um estudo em Semântica Cognitiva

Cristine Henderson Severo

Resumo


A Análise Sensorial Enológica apresenta um conjunto de termos para expressar as tonalidades do vinho, como branco, tinto, vermelho-rubi, etc, que são de difícil definição, pois ainda podem fornecer indícios sobre a idade do vinho. Deste modo, este trabalho procura evidenciar as propriedades conceituais de 18 termos que designam tonalidades do vinho, a fim de facilitar a construção de definições. O referencial teórico adotado localiza-se nos estudos da semântica cognitiva de Kleiber (1990) e de Dubois (1997, 2000 e 2005). Os resultados indicam que a descrição das propriedades conceituais é necessária na medida em que permite verificar as informações que precisam constar em uma definição.
PALAVRAS-CHAVE: Semântica Cognitiva; Léxico Sensorial Enológico; Terminologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.17590



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil