A ironia como deslocamento no efeito de linearidade e imparcialidade do discurso jornalístico

Eliane Righi de Andrade

Resumo


Este trabalho, numa perspectiva discursiva, tem como objetivo discutir o funcionamento da ironia dentro do discurso jornalístico, o qual rompe com a pretensa linearidade e imparcialidade desse discurso. Para a constituição de nosso corpus de pesquisa e análise, selecionamos recortes de reportagens e quadrinhos extraídos de diferentes edições diárias de um jornal, os quais se relacionam a um acontecimento muito narrado e comentado pela mídia. Através da análise da materialidade lingüística, no confronto entre diferentes discursos e textos, podemos concluir que o discurso jornalístico, constitutivo da memória discursiva, está sujeito também à porosidade da língua e seu caráter equívoco, aflorados nos efeitos de estranhamento e de humor provocados pela ironia.PALAVRAS-CHAVE: Ironia; Discurso Jornalístico; Memória Discursiva. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.17559



Direitos autorais

 

Indexadores: 

      

 

 

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil