A construção do fantástico em Casa tomada e o efeito em seu leitor

Diego Gomes do Valle, Midori Nancy Arasaki Chang

Resumo


 Este artigo se propõe a analisar brevemente a construção do fantástico em Casa tomada como uma ameaça do sobrenatural que desestabiliza a realidade do leitor, com base nas aproximações teóricas do professor espanhol David Roas e das reflexões sobre a estrutura interna do conto elaboradas pelo argentino Julio Cortázar. No intuito de expor o efeito do fantástico sobre o leitor, o conceito do infamiliar criado por Sigmund Freud nos auxiliará em nosso estudo, contudo como estes efeitos não se restringem às explicações do psicanalista austríaco, a teoria do efeito estético de Wolfgang Iser e os apontamentos teóricos de Vincent Jouve serão úteis no desenvolvimento deste trabalho. 


Palavras-chave


Casa tomada; efeito fantástico; Julio Cortázar; infamiliar.

Texto completo:

PDF

Referências


CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Tradução de Vera da Costa e Silva et al. 28. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2015.

CORTÁZAR, Julio. Poe: o poeta, o narrador e o crítico. In: CORTÁZAR, Julio. Valise de cronópio. Tradução de Davi Arriguci Jr. e João Alexandre Barbosa. Organização de Haroldo de Campos e Davi Arriguci Jr. São Paulo: Perspectiva, 2008a. p. 103-146.

CORTÁZAR, Julio. Alguns aspectos do conto. In: CORTÁZAR, Julio. Valise de cronópio. Tradução de Davi Arriguci Jr. e João Alexandre Barbosa. Organização de Haroldo de Campos e Davi Arriguci Jr. São Paulo: Perspectiva, 2008b. p. 147-163.

CORTÁZAR, Julio. Do conto breve e seus arredores. In: CORTÁZAR, Julio. Valise de cronópio. Tradução de Davi Arriguci Jr. e João Alexandre Barbosa. Organização de Haroldo de Campos e Davi Arriguci Jr. São Paulo: Perspectiva, 2008c. p. 227-237.

CORTÁZAR, Julio. Encontros: Julio Cortázar. Organização de Ernesto González Bermejo. Tradução de Amélia Cohn. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2014.

CORTÁZAR, Julio. Aulas de literatura. Julio Cortázar. Tradução de Fabiana Camargo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

CORTÁZAR, Julio. Casa tomada. In: CORTÁZAR, Julio. Bestiário. Tradução de Paulina Wacht e Ari Roitman. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. p. 9-16.

FREUD, Sigmund. O infamiliar e outros escritos. Tradução de Ernani Chaves e Pedro Heliodoro Tavares. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Salles. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

ISER, Wolfgang. A interação do texto com o leitor. In: LIMA, Luiz Costa (Org.). A literatura e o leitor. Textos de estética da recepção. Tradução de Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. p. 83-132.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura. Uma teoria do efeito estético. Volume 1. Tradução de Johannes Kretschmer. São Paulo: Editora 34, 1996.

JAUSS, Hans Robert. O prazer estético e as experiências fundamentais da poiesis, aisthesis e katharsis. In: LIMA, Luiz Costa (Org.). A literatura e o leitor. Textos de estética da recepção. Tradução de Luiz Costa Lima e Peter Naumann. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. p. 63-82.

JOUVE, Vincent. A leitura. Tradução de Brigette Hervot. São Paulo: Unesp, 2002.

LOVECRAFT, Howard Phillips. O horror sobrenatural em literatura. Tradução de Celso M. Paciornik. São Paulo: Iluminuras, 2007.

ROAS, David. A ameaça do fantástico. Aproximações teóricas. Tradução de Julián Fuks. São Paulo: Unesp, 2014.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. Tradução de Maria Clara Correa Castello. São Paulo: Perspectiva, 2017.

WOOD, James. Como funciona a ficção. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Sesi, 2017.




DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.101138



Direitos autorais 2020 Diego Gomes do Valle, Midori Nancy Arasaki Chang

 

Indexadores: 

      

 

     

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil