A poética do encontro em Estação das chuvas, de José Eduardo Agualusa

Adriano Guedes Carneiro

Resumo


Estação das chuvas (2010) narra a estória de Lídia do Carmo Ferreira e do narrador-jornalista. Engloba um período da história de Angola, a partir da Independência, abrangendo acontecimentos anteriores e posteriores. Há uma perspectiva crítica, via “metaficção historiográfica”, no universo pós-moderno, em que a história oficial é permanentemente questionada. Há o estreitamento dos limites entre a história e a ficção, como no episódio da televisão da cadeia de São Paulo. O autor estabelece a construção de uma poética do encontro, através do convívio e da comunicação consensual entre os personagens, representantes de vários matizes políticos, ideológicos e étnicos, com o fim de oferecer a possibilidade de uma Angola diferente daquela que foi determinada pela conduta do MPLA e de Agostinho Neto.

Palavras-chave


Estação das chuvas; José Eduardo Agualusa; Angola; poética do encontro.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUALUSA, José Eduardo. A conjura. Rio de Janeiro: Gryphus, 2009.

AGUALUSA, José Eduardo. Estação das chuvas. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2010.

APPIAH, Kwane Anthony. Na casa de meu pai. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

BENOT, Yves. Ideologias das independências africanas. Tradução de Carlos da Veiga Ferreira. Lisboa: Sá da Costa Editora, 1981. v. 1.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. 2. ed. Tradução de Myriam Ávila et al. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2019.

HUTCHEON, Linda. Poética do modernismo. Tradução de Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1991.

LEITE, Ana Mafalda. Oralidades e escritas pós-coloniais. Estudos sobre literaturas africanas. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2012.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico. De Rousseau à Internet. 2. ed. Organização de Jovita Maria Gerheim Noronha, tradução de Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

MATA, Inocência. Ficção e história na Literatura Angolana. O caso de Pepetela. Lisboa: Edições Colibri, 2010.

NETO, António Agostinho. Aqui no cárcere, 2010. Fundação Agostinho Neto. Disponível em: . Acesso em: 1 nov. 2019.

ORWELL, George. 1984. Tradução de Heitor de Aquino Ferreira. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2009.

SILVA, Renata Flavia da. I>Estação das chuvas: história e literatura na encruzilhada do romance. Mulemba – Revista Científica da UFRJ, Rio de Janeiro, v. 5, n. 8, p. 114-124, jan./jul. 2014. Disponível em: . Acesso em: 1 nov. 2019.




DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.101101



Direitos autorais 2020 Adriano Guedes Carneiro

 

Indexadores: 

      

 

     

 

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)

 

Contato: cadernosdoil@ufrgs.br

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus Vale

CEP 91501-970

Porto Alegre/RS, Brasil