Oliver Goldsmith - As características da grandeza

Tradução de Valéria Brisolara e Fernanda Menegotto

Resumo


Em todo dever, em toda ciência em que desejássemos chegar à perfeição, deveríamos propor como o objeto de nossa busca alguma posição que esteja fora do alcance de nossas habilidades; uma excelência imaginária, a qual possa entreter e servir para estimular nossa investigação. Ao afastar-nos dos outros, ao seguirmos uma estrada inexplorada, ainda que talvez nunca cheguemos ao objeto almejado, é possível que nos deparemos com diversas descobertas pelo caminho; e a certeza de pequenos ganhos, mesmo quando viajamos com segurança, não entretém tanto quanto as esperanças de grandes recompensas, que inspiram o aventureiro. “Evenit  nonnunquam”, diz Quintiliano, “ut aliquid grande inveniat qui semper quaerit quod nimium est”.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Cadernos de Tradução