O discurso sobre a crise de refugiados europeia na mídia espanhola: mapear frames de humanização e desumanização através de metáforas

Autores

Resumo

Recentemente, a crise dos refugiados europeia tem estado em posição de destaque em narrativas midiáticas e políticas a respeito da imigração. Partindo da análise crítica de metáforas (ACM), este artigo investiga os frames empregados pela mídia espanhola para tratar de tal crise em 2015, 2016 e 2017. A evolução de diferentes maneiras de conceptualizar tanto migrantes quanto políticas europeias revelam dois frames metafóricos: o frame de desumanização, no qual refugiados são um desastre natural/massa de água ou objetos/bens, e o frame de humanização, no qual migrantes são retratados positivamente como viajantes, mas também negativamente, como encrenqueiros. A Espanha não é apresentada como ator político ativo até 2016 e 2017, quando passa a ser retratada sob o domínio fonte de ser vivo, geralmente de maneira negativa. Conclui-se que a maneira como a crise de refugiados é representada está de acordo com políticas de realocação e reassentamento da UE, além de demonstrar a conexão entre linguagem e política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-09-27