Tradução comentada do poema longo Flauta Vertebral, de Vladímir Maiakóvski

Letícia Pedreira Mei

Resumo


Apresentamos uma proposta de tradução poética comentada e anotada do longo poema "Flauta Vertebral" (1915) de Vladímir Maiakóvski, do russo para o português brasileiro. Na introdução, comentamos as primeiras edições e a recepção da obra, bem como seus aspectos mais relevantes. O poema possui um forte lastro autobiográfico: inspira-se na relação amorosa com Lília Brik e ancora-se no momento histórico da Primeira Guerra Mundial. Flauta Vertebral é tanto um poema de amor trágico quanto um poema sobre a composição do poema. Real e metafórico, aborda o amor não correspondido e o poder salvador da palavra.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Cadernos de Tradução