Da Assinatura Gestual à Expressividade Musical

José Fornari

Resumo


O músico expressa a sua arte através do gesto, aqui entendido como “o movimento com intenção”. O domínio da técnica artística é assim visto como um processo intencional de padronização gestual, constituído pela repetição guiada através da atenção do artista. Desse modo um estilo musical é formado e expresso pela recorrência inconsciente de padrões gestuais. Estes, muitas vezes, apresentam tamanho grau de auto-similaridade que constituem um padrão de identificação; aqui referido como “assinatura
gestual”. Tal padrão permite reconhecer o estilo musical de um dado interprete, ou, num macro senso, contribui para a formação de um gênero musical. O gesto é assim correlacionado à cognição musical. Os padrões que compõem a assinatura gestual podem atualmente ser coletados e identificados através de recursos tecnológicos. A informação gestual pode ser coletada através de sensores de movimento (ex: câmeras, acelerômetros, etc.) e analisados, em tempo-real, por modelos computacionais que coletem seus aspectos únicos. Este trabalho apresenta uma pesquisa correlata, atualmente em andamento no NICS/UNICAMP, onde são utilizadas interfaces gestuais (equipamentos de aquisição de padrões gestuais) e patches (modelos computacionais do ambiente de programação PureData) para o controle dinâmico de processos sonoros e análise da expressividade musical. Com isso pretende-se lançar bases para um estudo posterior sobre a identificação automática da assinatura gestual, e a sua correlação com a expressividade musical.


Texto completo:

PDF