DE PERSONAGENS NEGRAS À AUTORIA NEGRA NO CONTO MINEIRO

Gustavo Tanus

Resumo


Abstract: This paper outlines the course of blacks in the short story: as a character, under a distanced perspective, and as an author, in a  compromise that modifies the way of representation. The purpose of
this trajectory is to trace the first short story of he Minas Gerais on blacks and the first as Afro-Brazilian literature, seeking to observe the modifications originating from the point of view and identification of
black authorship as the subject of their own discourse and their actions. As short story characters, blacks appeared in 1871 in the book of Bernardo Guimarães, and Nelson Coelho de Senna, at the beginning of the Brazilian Republican century. The short story of black authors had as precursor Carolina Maria de Jesus, followed by other authors. Even more, short story's authors that have written for children and youth are also presented: Rogério Andrade Barbosa, Jussara Santos, Edimilson de
Almeida Pereira, Patrícia Santana, Cidinha da Silva, Madu Costa, Édimo de Almeida Pereira, whose works we divide between the genres "short story book" and "retelling". We discuss the ways of being/seeing of women writers and men writers from their histories, in search--in the literary way--of their origins, sometimes in re-configuration of their ways of seeing and being, but all starting from their own procedures of subjectivation.


Keywords: Short Story; Character; Black authorship; Representation; Representativity.


Resumo: Este trabalho busca traçar o percurso do negro no conto mineiro: da personagem, sob um olhar distanciado, à autoria, em um compromisso que modifica a representação. Objetivamos nessa
trajeitória perfazer o caminho pelos primeiros contos das Minas Gerais sobre o negro e os primeiros como literatura negra, buscando observar as modificações oriundas do ponto de vista e identificação da autoria negra como sujeito de seu próprio discurso e de suas ações. Como personagens de contos, os negros apareceram em 1871 nos contos de Bernardo Guimarães e de Nelson Coelho de Senna, no início do século republicano. O conto mineiro de autoria negra teve como precursora Carolina Maria
de Jesus, seguida de outros autores, como Luís Cláudio Lawa, Waldemar Euzébio Pereira, Conceição Evaristo, Jorge Dikamba. São ainda apresentados autores do conto mineiro infantil e juvenil, como
Rogério Andrade Barbosa, Jussara Santos, Edimilson de Almeida Pereira, Patrícia Santana, Cidinha da Silva, Madu Costa, Édimo de Almeida Pereira, cujas obras dividimos entre os gêneros "livro-conto" e
"reconto". Discutimos os modos de ser/ver das escritoras e escritores a partir de suas histórias, em busca de suas origens, às vezes em reconfiguração de suas maneiras de ver e de ser, porém todos partindo de seus próprios procedimentos de subjetivação.


Palavras-chave: Conto mineiro; Personagem; Autoria negra; Representação; Representatividade


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.