HISTÓRIAS DO BRASIL DE ANDRÉ SANT’ANNA: SÁTIRA, BOVARISMO E DISTOPIA

Ângela Maria Dias

Resumo


Resumo: Nas sociedades contemporâneas globalizadas, a violência dos apelos hedonistas, circulantes no carrossel de imagens e dispositivos, cria uma situação de carência e empobrecimento subjetivos. Esse é o Leitmotif de O Brasil é bom, último livro de André Sant’Anna (2014), que colige muitas narrativas sobre o país, estruturadas com diferentes pontos de vista e múltiplos protagonismos, no período entre os anos de 1960 e a atualidade. O sumário do livro abarca uma longa primeira parte, com relatos minimalistas de diversificados personagens e circunstâncias, interrompida por duas narrativas, uma longa e uma curta, e uma segunda parte, constituída por quatro capítulos que apresentam uma dicção semelhante, só que marcada por uma intenção francamente rememorativa, mas desta vez contados pelo autor-narrador, num tom frequentemente autoirônico. O livro traça um eloquente retrato da sociedade brasileira nessa época de indigência cultural e falência social.

Palavras-chave: André Sant’Anna; Sátira; bovarismo; distopia.

 

Abstract: In the contemporary globalized societies, the violence of hedonistic appeals is inherent to the ride of images and technological devices. As a result, it produces a situation of subjective impoverishment. Such is the leitmotif of O Brasil é bom, the latest André Sant’Anna’s book, that presents many narratives about the country, structured with different points of view and multiple characters, between the years of 1960 and the present time. The work contains a long first part with minimalistic reports of various characters and circumstances, interrupted by two narratives, one long and the other short, and a second block constituted of four chapters that have a similar diction and rememorative intention, but this time told by the author-narrator, in a frequently self-ironical tone. The book traces an eloquent portrait of the Brazilian society in this age of cultural indigence and social failure.

Keywords: André Sant’Anna; Satire; bovarism; dystopia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.