BEYOND NATIONAL BORDERS: 19TH CENTURY FICTION FROM AND ABOUT BRAZIL

Márcia Abreu

Resumo


Resumo: O trabalho pretende discutir a relação entre a formação da identidade nacional, a observação da realidade e a origem local ou importada de romances. O estudo se concentra no debate desenvolvido no final do século XIX, que contrastava uma “literatura de observação” com uma “literatura de gabinete”, considerando a recepção de escritos do romancista brasileiro José de Alencar, bem como analisando dois romances ambientados na Amazônia: O Missionário (1888), do brasileiro inglês de Sousa, e La Jangada (1881), do francês Jules Verne. O trabalho está dividido em quatro partes: a primeira irá apresentar o projeto de literatura nacional desenvolvido por José de Alencar, as críticas que recebeu e a trajetória editorial de seus romances indianistas; na segunda parte, buscará identificar as fontes de que Jules Verne e Inglês de Sousa podem ter se valido para compor seus romances amazônicos; em seguida, serão comparados os romances O Missionário e La Jangada, a fim de observar como eles retratam a Amazônia, para, finalmente, refletir sobre a produção e difusão do sentimento nacional e sua relação com a origem geográfica dos romances.

Palavras-chave: Romance; nacionalismo; recepção; circulação transatlântica de impressos.

 

Abstract: The paper intends to discuss the relationship between the formation of national identity, the observation of reality, and the local or imported origin of novels. It will focus on the debate that contrasted an observational literature and an armchair literature, developed by the end of 19th century, considering the reception of the Brazilian writer José de Alencar’s novels as well as two novels set in the Amazon: O Missionário (1888) by the Brazilian novelist Inglês de Sousa and La Jangada (1881) by the French writer Jules Verne. The paper is divided into four parts: first, it will present the design for a national literature developed by José de Alencar, the criticism he received, and the editorial trajectory of his Indianist novels; in the second part, it will attempt to identify the sources that Jules Verne and Inglês de Sousa may have used to compose their Amazonian novels; then it will compare O Missionário and La Jangada, in order to observe how they portray the Amazon; and finally, it will speculate upon the production and dissemination of national sentiment and its relation to the geographical origin of novels.

 

Keywords: fiction; nationalism; reception; transatlantic circulation of novel.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.