A POESIA SATÍRICA DA REVISTA REACÇÃO: LITERATURA, HISTÓRIA E POLÊMICA

Marcus De Martini, Janaína Kanitz

Resumo


 Resumo: O presente artigo analisa poemas satíricos e anticlericais de uma revista literária maçônica de Santa Maria, Rio Grande do Sul, publicada entre os anos de 1915 a 1917, intitulada Reacção: Órgão de Ideas Liberaes. Para tal, utilizou-se, principalmente, o modelo interpretativo de Frye (1914). A análise permitiu constatar-se não apenas o imbricamento entre a literatura da revista e as circunstâncias históricas de seu tempo (como o ultramontanismo do período), mas também a sobrevivência de cânones da sátira. Assim, a poesia da Reacção é interessante não apenas como documento, mas também como artefato literário.

Palavras-chave: Periodismo literário; Revista literária; Sátira; Anticlericalismo; Reacção.

 

Abstract: This article analyzes satirical and anticlerical poems from a masonic literary magazine entitled Reacção: Órgão de Ideas Liberaes [Reaction: an agency of liberal ideas], and published from 1915 to 1917, in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil. In order to develop such analysis, we used Frye’s interpretative model (2014). The analysis allowed us to perceive not just the overlapping between the magazine’s literature and the historical circumstances of its time (as the Ultramontanism of the period), but also the survival of satire’s canons. Thus, Reacção’s poetry is interesting not just as a document, but also as a literary artifact.

Keywords: Literary Journalism; Literary Magazine; Satire; Anticlericalism; Reacção.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.