Avaliação e enquadramento das águas do Ribeirão Paraíso

Daiane Ferreira Batista, João Batista Pereira Cabral, Dionys Fabrício Soares Franco, Simone Marques Faria Lopes

Resumo


A qualidade das águas de rios e lagos estão diretamente relacionadas aos aspectos físicos e ao modelo de uso e ocupação de uma bacia hidrográfica, e a mesma pode ser avaliada partir do enquadramento dos corpos d’água, de acordo com as resoluções propostas pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente, que têm como objetivo estabelecer a qualidade desejável das águas de acordo com os usos previstos. A qualidade das águas da bacia hidrográfica do Ribeirão Paraíso foi avaliada a partir do enquadramento estabelecido pela Resolução CONAMA n° 357/2005. A qualidade das águas foi avaliada em onze pontos de amostragem, em quatro períodos distintos. Os parâmetros avaliados foram: oxigênio dissolvido, coliformes termotolerantes, potencial Hidrogeniônico, demanda bioquímica de oxigênio, nitrogênio, fósforo total, temperatura, turbidez e resíduos totais. Ao analisar separadamente cada parâmetro, os valores encontrados para coliformes termotolerantes e fósforo total classificam as águas do Ribeirão Paraíso como de classe 3, fazendo necessário intervir com tratamento convencional ou avançado para utilização antrópica. Os parâmetros OD, nitrogênio, temperatura, turbidez e resíduos totais classificam as águas como de classe 1. Com isso conclui-se que é necessário solucionar ou mesmo minimizar os danos encontrados na bacia em questão, pois, a utilização das águas necessita de tratamentos decorrentes das ações provocadas pelos agentes ativos presente na bacia. 


Palavras-chave


Bacia Hidrográfica. Enquadramento. Qualidade de Água

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address:Rua Uruguai nº 35 sala 426, Centro

CEP: 90010-140 

Porto Alegre - RS - Brasil

Telefone / Phone: 55 51 3019-8190 

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br