Sentado também se vai longe - a importância das cadeiras macias no ensino da geografia

Nestor André KAERCHER

Resumo


Boas aulas requerem disciplina intelectual que requer cadeiras macias

O presente texto origina-se de uma oficina realizada no dia 3/8/99 (tarde) desenvolvida com cerca de 25 professoras da Rede Municipal de Gravataí (RS) por ocasião do II Seminário Nacional de Educação, promoção da Secretaria Municipal de Educação do referido município. Seu objetivo básico é mostrar que, sem muita disciplina intelectual (traduzindo: sentado na cadeira, lendo, estudando com os colegas) não conseguiremos milagrosas saídas para o, muitas vezes, desacreditado ensino de Geografia, ou o ensino de qualquer outra disciplina. Em tempo: não conseguiremos porque não existem soluções "rápidas" para um ensino de Geografia mais reflexivo e ligado ao nosso cotidiano. Se queremos melhorar o crédito de nossa disciplina junto aos alunos só nos resta o caminho da atualização e estudos constantes.

Além disso, o texto procura discutir algumas categorias cotidianas de nossa disciplina (Estado, Sociedade), bem como aponta algumas dicas de uma prática pedagógica consistente e organizada na busca de um professor e de um aluno criativos, críticos e interessados no que acontece ao seu redor.



Palavras-chave


Sentado, vai, longe, importância, cadeiras, macias, ensino, geografia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address:Rua Uruguai nº 35 sala 426, Centro

CEP: 90010-140 

Porto Alegre - RS - Brasil

Telefone / Phone: 55 51 3019-8190 

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br