Geografias adversas e manejo simbólico

Lucimara Vizzoto REFFATTI, Nelson REGO

Resumo


O artigo trata da dimensão simbólica do brinquedo, do aparecimento crescente de brinquedos voltados para temários ambientais e ensaios da atividade pública, e de situações existenciais em contextos sócio-econômicos adversos, onde o exercício do brinquedo é uma lacuna. O artigo aborda o encontro de uma prática psicopedagógica com temários geográficos, no sentido da ressocialização de crianças e adolescentes manifestantes de conflituosidades graves, nesses contextos sócio-econômicos adversos.

Palavras-chave


Geografia, Educação, Conflituosidade, Brinquedo, Ressocialização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address: Lobo da Costa, 147 - 90050110

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br