Projeto Humaitá-Navegantes: o resgate da cidadania

Tânia Marques STROHAECKER

Resumo


A paisagem urbana de Porto Alegre, rica em formas e símbolos produzidos em diferentes momentos de sua história, apresenta, no entanto, áreas extremamente degradadas que revelam, em última instância, o descaso dos setores público e privado com parcelas significativas do tecido urbano e aconseqüente obsolescência douso do solo. Bairros antigos como os de São João e Navegantes, referenciais obrigatórios para quem deseja entender o desenvolvimento industrial da cidade e a conseqüente expansão urbana na direção norte pelas classes de média e baixa renda, vinham sendo relegados porsucessivas administrações municipais. O empresariado local, atento à carência de demandas provocadapelo decréscimo populacional das últimas décadas, restringiu os investimentos na manutenção e reforma de seus estabelecimentos, quando não procurou outros bairros mais dinâmicos e populosos para se relocalizar, contribuindo, assim, para a sua degradação.

A estrutura física dos antigos bairros industriais permaneceu praticamente cristalizada, com poucas transformações quanto às atividades ali desempenhadas, o que gerou um processo de obsolescência de parcela significativa do tecido urbano com a diminuição da população residente e infra-estrutura ociosa, concomitantemente à expansão desenfreada da mancha urbana para os limites do município.

A imagem desses bairros, para a maioria dos porto-alegrenses, está resumida nos seguintes chavões: feio, decadente, sujo, velho, inseguro, carente de opções de lazer, deserto após o horário comercial, alagadiço, desconectado à malha viária mais recente. No entanto, essa imagem vem sendo desfeita gradativamente, perante os vultosos recursos canalizados para a área pelo poder público municipal nos últimos anos. Esse interesse político pela área, após décadas de abandono, é o tema de nosso trabalho.


Palavras-chave


projeto Humaitá-Navegantes; resgate; cidadania

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address: Lobo da Costa, 147 - 90050110

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br