Razão global/razão local/razão clandestina/razão migrante - reflexos sobre a cidadania e o migrante: relendo (sempre) e homenageando Milton Santos

Maria Adélia Aparecida de SOUZA

Resumo


Este texto revela um singelo esforço de retlexão para compreender a mobilidade dos homens na face da Terra, neste período da História. Trata-se de prosseguir num esforço teórico levado a cabo por alguns geógrafos e colegas de outras disciplinas, preocupados com a humanidade nesta contemporaneidade.

Mas como a Geografia hoje lida com a questão das migrações e do migrante? Como entender as migrações em contextos espaciais concretos? Qual o papel da mobilidade das pessoas nos lugares e entre os lugares (regiões)? Como distinguir funcionalidade e volume migratório? Há uma participação diferenciada dos lugares no processo migratório contemporâneo? Como enfrentar a questão migração e exclusão? Ou, a fluidez do espaço neste período técnico científico e informacional facilitam e propiciamas migrações? O reconhecimento da multiplicidade de formas e movimentos populacionais não significama integração de espaços globais? Existiria neste fim de século uma ilusão migratória?

Quando nos propomos a pensar sobre a questão da cidadania e do migrante, inúmeras são as questõesque se colocam. Trata-se, evidentemente, de um interessante e urgente desafio a ser enfrentadopelas ciências sociais e, em especial pela Geografia, que já se debruçou tanto sobre a questão das migrações! Aqui já aparece um duplo problema: da Geografia (?) e das migrações internacionais.

Na perspectiva de compreensão teórica desta abordagem, o conceito de migraçõesinternacionais necessita ser ajustado:

1. à compreensão atual do espaço geográfico, pois migrar é deslocar-se no espaço;

2. às características deste período histórico denominado técnico, científico e informacional, que revoluciona a idéia de espaço que dava suporte à migração: hoje o espaço se sobrepõe (simultaneidade valorizando os lugares) e não mais se justapõe (valorizando os deslocamentos);

3. às novas categorias propostas pela Geografia, bem como os novos conceitos.

Finalmente, é preciso ter um profundo conhecimento do mundo para compreendê-lo c não descrevê-lo, como nos tempos da Geografia Clássica.


Palavras-chave


razão global; razão local; razão clandestina; razão migrante; Milton Santos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address: Lobo da Costa, 147 - 90050110

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br